sexta-feira, 17 de junho de 2016

MAIS ESTRANHA

Quero ir embora. (Estou cansada, de tudo isso aqui)
Perdi a esperança!  
De que ainda vamos,  aprender o que é amar (2 x)

Tantas brigas, confusões...



Mas, quero ficar aqui

Ainda tenho esperança de que um dia isso vai melhorar

As pessoas vão se entender , vão aprender a amar.

Cansada dessas brigas.
Sobre Cor e etnia:
Pretos, brancos, amarelos, índios... 

Sobre sexo:
Homens x mulheres,  mulheres, estupros, pedofilia,
héteros, gays, lésbicas, trans, bi e histeria. 

Sobre religião:
Deus sol, lua, terra, água, mar,
o Criador, a criatura.
QUEM É O MELHOR? Ahhhh, "vá!" Para com isso!!


Sobre o partido que parte desde o princípio, que dividi, separa, compete, derruba e mata.

Sobre Dinheiro, status, beleza, ascensão, competição, carrão e haja 'ão...

Nem a ARTE escapa.

Quero amooooor!

Será que é mesmo tão difícil a humanidade se amar, se respeitar,v se aceitar com suas particularidades?

Somos muito parecidos, mas cada um é ÚNICO.

Quando criticamos o que é diferente. 
Contradizemos um desejo que nos é peculiar: de sermos únicos, especiais. 

Chega de bate boca e agressões.

Quero experimentar a utopia cantada desde os anos sessenta:

"Imagine all The people living life in peace!"

Quero boas notícias!

Se não é pra ter.

Foto meramente ilustrativa - Foto, bastidores do Teatro Sesc Iracema, Peça: DE SUCUPIRA A ASA BRANCA - Uma Sátira Brasileira (09/12/2015) - Adaptado e Dirigida  pelo professor e diretor teatral: Fernando Lira - Projeto PREAMAR - PORTO IRACEMA das Artes - Trabalho em equipe de Sonoplastia ao vivo para o espetáculo. Sob direção de Ayrton Pessoa/Bob.
Quero ir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- COMENTE, OPINE, DÊ SUGESTÕES.
- Depois de comentar. Indique para um amigo.