terça-feira, 21 de junho de 2011

ACORDEI, E AÍ??

Amanheceu, acordei...

Ela, a ESPERANÇA não estava aqui.

Suas companheiras tb não vieram: disposição, alegria, vontade de viver, de lutar!!

Procurei razão, motivo para me levantar. Mas, não achei.

Esperei ainda um pouco, virei para o lado, quem sabe ainda é cedo, vou cochilar mais um pouquinho e quando abrir os olhos ela estará aqui, coladinha comigo.

Mas, ela e suas companheiras não vieram...

Busquei em algum lugar da minha alma. Nada...

Na mente quem sabe, algum registro nas lembranças boas... Devo ter!


Não é possível!! 

Preciso encontrar, isso faria com que elas despertassem... e eu pulasse da cama... 

Me olhando no espelho, procuro o pouco que ainda resta da minha juventude em meu corpo, em meu rosto...

Talvez, estivessem só com preguiça, ou ainda, quem sabe, só me testando.

Se são assim, tão importantes, devo ter em algum lugar dentro de mim, lembranças que me restabeleçam a visão dela... e junto virão: a energia, a força e... Pummm!

Ahram...!!! As reencontre... sorrindo pra mim e de novo, me restaurando TUDO que preciso para enfrentar o dia a dia...

Enfrentar?? Isso me lembra luta. isso mesmo!! LUTAR PELA VIDA!

Embora ache essas duas incompatíveis, paradoxais: Luta X Vida...

Lutar para viver...

Aos meus ouvidos, meu coração sonhador...

Luta denota morte...

Não são nas guerras que se enfrenta, que se luta??

Não seria mais coerente, Amar e Viver?

Vida e Amor...

Viver e Amar

Meus olhos estão molhados...

Vou abrir as janelas, quem sabe a luz do sol irradie também essa tal ESPERANÇA, e com ela; venha dançando, saltitante pulando de alegria a

VONTADE DE VIVER...

Mas, não depende exclusivamente de mim.

Tem os outros, e junto, suas expectativas, seguidas de frustrações, desamor, desalinho...


Levantei,

me debrucei na janela,

chorei...

Continuo procurando a razão, o motivo...

Vou limpar a casa.

É o que me resta...


__________________________________________________________
Vou postar no meu blog.

Faz um tempão que não o atualizo. Servirá ao menos para isso.

Fortaleza, 21 de junho de 2011.


TEXTO ADAPTADO PELO Escritor e Poeta: FULVIO RIBEIRO:


Acordei e ai ??


O sol me despertou nesta manhã linda,
Onde os pássaros e o vento suave, celebram a Esperança que me fugiu...
Foi-se abraçada com a alegria, disposição e a vontade de viver,
Olhei em mim, ao redor, procurei ao um motivo para me levantar, não achei...
Virei para o lado tentando agarrar o sono que me deixava, pensando encontrar nele aquela que de mim fugirá.

Mas não, ela se foi... Ela e suas companheiras...
Um velho espelho aos pés da cama mostrou-me um pouco de uma juventude linda, que atravessara meu corpo como um raio de alegria, deixando em meu rosto a beleza de dias felizes...
Quem sabe essa juventude bela, ainda que mais velha e triste, possa me fazer encontrar a Esperança que de mim fugiu.

Pensei eu tolamente, pois minha beleza triste, e minha juventude envelhecida, nada disseram sobre aquela que minha alma buscava...
Apelei para minhas lembranças, pois no passado foram amigas intimas.
Na verdade minhas lembranças já foram à própria esperança... Sim, um dia...
Minha lembrança que já foi ela, silenciou...
Mas preciso acha-la, preciso dela, para correr em direção há esse dia lindo, que sem ela é trevas.

Esperança que me faz salvar a vida que me mostra a morte, matando a morte que me leva a vida...
O que se faz nas guerras...??? Mata-se a esperança.!!!
Eu, só gostaria de viver... Amar...
Levantei, vou abrir a janela, quem sabe o sol que me acordou não traga ela de volta...
Como são belos os pássaros, as folhas dançam a musica do vento, o sol me sorri...
Em meio a essa beleza, a Esperança me da bom dia...
Cantarolando ela diz: - Não fugi, só não quis acordar você, acordei mais cedo e vim aqui fora, brincar de ciranda com a Alegria, Disposição e Vontade de viver...
Debruçada na janela, as lagrimas debruçam em minhas pálpebras, vou arrumar minha casa...

Original: Adna Oliveira
Adaptado por: Fulvio Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- COMENTE, OPINE, DÊ SUGESTÕES.
- Depois de comentar. Indique para um amigo.