sexta-feira, 17 de junho de 2016

A ESTRANHA

Eu leio almas.

Sim. Sempre. Em todo lugar.

Algumas saltam tão fortemente que me agonizam.

Às vezes tenho vontade de não le-las... para dizer a verdade mesmo, eu preferia não lê-las; deixar 
passar despercebido. Mas, algumas saltam, pulam, se agigantam.

Ai, como as vezes eu não queria ve-las...

É algo que não se pode dizer, muito menos explicar.
Tem gentes estranhas... assim como eu...

Outras, são gentes que não dá pra ficar perto. Mesmo com muito esforço. porque sufocam, pesam os ombros...



Gentessss!

Me afasto.

Silencio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- COMENTE, OPINE, DÊ SUGESTÕES.
- Depois de comentar. Indique para um amigo.